O objetivo da atual pesquisa do grupo é estudar interações verbais da vida cotidiana de um ponto de vista linguístico e em perspectiva cross-cultural. Escolhemos o ato de fala do pedido, para tentar compreender como falantes de línguas diferentes realizam um mesmo ato de fala. Coletamos e comparamos realizações de pedidos em português brasileiro, italiano, espanhol argentino, alemão e estamos no momentos preparando também francês, português europeu e espanhol da Espanha e do Chile. 

Por que estudamos pedidos?

 

O pedido é um Face Threatening Act (FTA) ou seja um “ato ameaçador da face”, na terminologia de Brown & Levinson (1987). Também por isso:

  • é especialmente sensível às diferenças culturais que podem evidenciar traços distintos de uma língua/cultura 

  • permite refletir sobre uma língua/cultura, mas também compará-la com outras

 

 

O nosso objetivo principal é:

observar e analisar comparativamente os pedidos a fim de

  • identificar características desse ato de fala em diversas línguas e culturas (até agora português brasileiro, italiano, espanhol argentino e alemão)

  • buscar convergências, divergências e recorrências que possam revelar como se comporta a relação entre as estruturas significativas da(s) língua(s) e as operações de conceitualização realizadas pelos falantes.

 

Especificamente buscamos saber: 

  • De que maneira se realizam os pedidos em diferentes línguas e culturas?

  • O que a análise deste ato de fala revela sobre como a linguagem se apresenta como atividade cognitiva e discursiva, portadora de esquemas e referências ligadas às culturas? 

BLUM-KULKA, S., HOUSE, J. & KASPER, G. (orgs.) (1989). Cross-cultural Pragmatics: Requests and Apologies. (Advances in Discourse Processes Series - Vol. XXXI). Norwood, N. J.: Ablex Publishing Corporation.

 

BROWN, P. & LEVINSON, S. C. (1987). Politeness: Some universals in language usage. Cambridge: Cambridge University Press.